Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 25 de Agosto de 2007

Fim das férias

Vim hoje de férias com os meus padrinhos e o meu primo. Passei uma boa semana. Só dispensava os reparos sistemáticos ao meu prato, as reprimendas, os rebaixamentos e a censura acerca de tudo o que eu fazia! Fora isso foram uns dias bem passados: passeei, nadei, joguei, não vomitei, e consegui controlar-me lindamente às refeições (só espere que continue assim e que com isso tenha perdido peso! Estou desejosa de me pesar). Mas quando cheguei a casa qual foi o comentário do meu pai quando me viu?
- “Tens uma cara mesmo horrível!”
Fantástico! Era mesmo disso que eu precisava… Durante o tempo todo fui bombardeada pelos meus padrinhos com comentários do tipo “não a apertes tanto que ela desmancha-se!” ou “porque é que não levas a saia para mostrares esses alfinetes (=pernas)?” e para o meu primo “anda come filho, tira mais presunto e bebe mais leite, não queiras ficar como a tua prima!” ou “Humm tão bom! Não sabes o que é bom. Tu é que perdes…”.
Foi incrível! Não sei como superei tão bem este sarcasmo. Não sei como aguentei sem recalcitrar uma única vez. Mas com os meus pais é diferente. Não aguento os comentários de menosprezo feitos por eles e respondo-lhes. Andam cada vez pior. O ambiente anda saturado de ansiedade e desconfiança - sempre que vou à casa de banho pensam automaticamente que é para vomitar, se comer um gelado é porque a seguir vou vomitar, quando estou na quinta e lhes peço para me virem levar a casa é porque quero ficar sozinha para devorar a comida e passar o tempo na casa de banho... Ando farta deles, de mim e de tudo!
Publicado por Aninhas às 02:16
Link do post | Adicione aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...