Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 16 de Agosto de 2008

Feliz

A verdade é que está tudo óptimo. Ás vezes penso que bem demais mas não quero pensar assim, como qualquer pessoa mereço a felicidade! Tento pensar num dia de cada vez e nada mais, o que vier virá. Tenho aprendido a viver com o que há de bom e de mau. E o máximo que consigo pensar é como vai ser a próxima semana, não faço planos para o futuro.

 
Tenho a sorte de conhecer pessoas fantásticas que gostam de estar comigo e é tão bom quando nos sentimos acarinhados e amados. Vou aproveitando cada dia da melhor maneira e ainda bem que sinto o tempo a passar devagar, até podia parar de vez em quando!
 
Quanto ao peso tenho aumentado muito pouco, mas o suficiente para me sentir aflita quando apalpo a barriga e ainda estou longe do peso “normal”. Quanto ao descontrolo, tal como decidi, acabou já lá vão 2 meses. Em relação à comida vou experimentando novos alimentos mas sinto que como mais do que devia… Mas alguém me garante que não
 
Tenho tido mais dificuldade em controlar a quantidade de comida à noite quando chego muito tarde porque passo muitas horas sem comer, mas nem sequer ponho a hipótese de deitar fora. No outro dia, quando saí levei um yogurte para beber e fui à WC porque não queria comer à frente das pessoas com quem estava e quando chego uma das raparigas tinha acabado de comprar batatas fritas… Senti-me ridícula. Porque tenho de esconder que tenho fome? Porque me sinto ainda tão diferente? É isto que ainda não está bem… Mas não quero exigir que mude tudo de uma vez. Estou muito feliz e tenho enfrentado a doença todos os dias, se continuar assim vai chegar o dia em que serei livre e estarei em paz.
 
Vou bem, qualquer coisa que precisarem responderei logo que for possível.
Desejo a vossa felicidade.
Nunca desistem, é preciso aceitar que demora tempo e que há pedras pelo caminho. Afinal, vale a pena
Sinto-me: preenchida
Publicado por Aninhas às 20:13
Link do post | Comente | Adicione aos favoritos
32 comentários:
De Mi a 10 de Setembro de 2008 às 02:36
'Linkei' o teu blog.
Espero que não te importes! ;D

Bjk da Mi.
De elisabete a 23 de Setembro de 2008 às 21:00
oi,,, so te quero dar a maior força do mundo... tenho bulimia por isso sei o que é sofrer com a comida,,,
fika bem
De o_meu_outro_eu a 6 de Outubro de 2008 às 10:43
Porque vivemos aqui? Não sei. Vivo uma vida normal, com um namorado normal, uma faculdade normal, um trabalho normal. Não sei se quero ser normal mas sei que quero continuar assim. Só não vou fechar o meu blog porque quero ler daqui a uns tempos com a certeza que já nada daquilo faz sentido. Até lá... encontra-se fechado para os meus olhos.
Gosto de ti mesmo sem te conhecer. Sei que te encontro... algures nos meus pensamentos bons :)
De Madalena a 4 de Novembro de 2008 às 20:38
olá aninhas!!!
...apesar das razões serem opostas, identifico-me imenso com os teus sentimentos. Pelo que percebi ambas já estivemos lá no fundo...eu mais precisamente atolada em comida. mas a mim "o tiro saiu pela colatra", queria emagrecer a força e xeguei mesmo a perder peso bruscamente, lembro.me de uma vez perder 2 kg numa semana. Como? é simples...não comia! mas quando comia, bem...é algo imaginável, eu era capaz de "devorar" um figorífico cheinho. quantas e quantas vezes eu o ataquei a noite, às escondidas. Acabei por criar uma dependência pela comida, sempre que me sentia deprimida, lá me consolavam os chocolates, as bolachas, os bolos, etc. e engordei 10 kg. Felizmente com a ajuda daqueles que mais gosto, consegui sair daquele "poço escuro" e avistar a luz do sol. sentir o que é a vida, saborea-la em todos os momentos...é maravilhoso, acredita que sei como te estás a sentir. Consegui recuperar o peso e muito mais importante uma mente sã.
Contudo, terminei agora a primeira ronda de testes e apercebi-me que durante este período de tempo em que andei com os nervos a flor da pele, fiz algumas, ou melhor muitas, asneiras...mas agora que tomei consciência dixo. é toca a arrebitar! penso que como tive já não voltarei a estar, estive mesmo mal, inclusive estive em coma...uma outra história que tudo tem a ver com esta.
não me vou deixar ir abaixo!...dou-te um conselho quando te sentires em baixo não caias em tentação, basta uma vez para começar tudo de novo. também não é o fim, há-que dar a volta, mas é mais doloroso...FORÇA!!!
naquilo em que te puder ajudar, eu estou AQUI!
pensa, se muitos conseguem tu também consegues.
pelo que pude ler, sinto que tens uma enorme força dentro de ti, e que isto servio para a descobrires.
Podes dizer que és uma LUTADORA!!!
desculpa a massada, mas não podia de te deixar de lisonjiar por tamanha força...
Bjs
De andreia fernandes a 26 de Novembro de 2008 às 17:08
ana espero que estejas bem,comigo ta tudo fixe,procurei/te no itio q sabemos mas ja nao es membro.no entanto podes sempre me encontrar la.sabes contigo tambem aprendi muita coisa ,apesar de nunca te ter visto ao vivo e como ja te tivesse estado contigo muitas vezes.espero qu consiga tudo o que desejas ,pois quando se acredita consegue/se.luta luta e lembra/te as vezes nao conseguimos torna/los realidade no entanto e muito bom te los vividos mxm que nao os concretizemos.beijos .acredito em ti
De para.sempre a 9 de Janeiro de 2009 às 23:34
Olá, queria antes de mais dizer q o comentário da Téna me deixou sem fala, identifiquei-me tanto com tudo o q ela disse..
Sofro ha mais de 2 anos com anorexia.. Estou finalmente em tratamento. Não posso dizer que tive em perigo de vida, se tivermos em conta muitos IMC's muito abaixo de 18, mas agora revejo tudo e penso o quão grave podia ter sido. Penso nas coisas que fiz, no que pensava, no que me achava.. e cada grama agora q engordo é uma alegria e, ao mesmo, tempo, pavor do que poderá acontecer. O caminho para a vida que tínhamos é exactamente essa ambivalência: a felicidade de já não o vermos tão longe e tão inantigível, mas o pânico que temos do que nos vai custar até lá chegar, o medo de não chegarmos realmente, a vergonha ou o sentimento que temos ao rever o que foi a nossa vida enquanto doentes.
Gostava de fazer algo para ajudar quem está "lá" dentro e não consegue sair, gostava de poder dizer que há sempre esperança, mesmo quando um dia é pior que outro e só queremos estar fechadas sozinhas. É isso que digo a mim própria, quando o dia nasce alegre. Penso nas coisas que me fazem (ou faziam) feliz, que só tenho uma vida e não quero recordá-la, nos meus últimos dias, triste e vazia, com medo de ser feliz.

Força a todas e, se quiserem, estarei aqui para conversar.

Beijinhos
De catia a 7 de Fevereiro de 2009 às 19:10
precisava falar muito consigo para me ajudar. meu email é catia_nuno_bianca@hotmail.com
De catia a 7 de Fevereiro de 2009 às 19:36
preciso muito falar consigo
catia_nuno_bianca@hotmail.com
De Tânia a 27 de Março de 2009 às 02:18
Em primeiro lugar felicito-te pelos teus progressos. Peço desculpa pela "invasão" mas costumo passar pelo teu blog e hoje decidi deixar um comentário porque muito do que escreves me toca profundamente. Sofro de anorexia há 7 anos e conheço bem muito do que sentes.

Um grande beijo *
De marta a 14 de Julho de 2009 às 23:00
bem, eu li um post teu antigo..e agora este
vejo uma grande diferença e fico mt contente!!
é bom reconhecer-se que se tem o problema, é meio caminho andado!! =)
a mnha irma passou por isso
teve bulimia e anorexia..foi horrivel, mas penso q ja esta recuperada
foi mt mau, n so pra ela como pra todos nos (familia e amigos)..pq dessa doença vieram mtas outras coisas
eu sofri imenso devido a isso..
sofremos tds é verdade
tens q pensar q esta td na tua cabeçaa
tem q surgir de ti a força para csgr ultrapassar
espero q agora ja estejas bem!!!!!!!!!

forçaaa =)
De M.Luísa Adães a 8 de Setembro de 2009 às 08:22
Tenho uma prima com anorexia - neta de um primo -
tem 16 anos e o problema está muito complicado.

Ela parece ter 12 anos, já esteve internada em
Sta. Maria - Lisboa, mas está tudo muito complexo.

Será que tem cura? Gostava de conhecer melhor o assunto.
obrigada,

Mª. Luísa

Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...