Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Dias bons

Os dias têm sido muito bons, saio todos os dias e quase não durmo com tanta coisa para fazer. Tenho ido à piscina (privada), conhecido novas pessoas, saído muito, continuo com aulas de condução, continuo a ir todas as semanas a Coimbra às consultas, tenho a leitura em dia e quase que só sinto a doença às refeições. O mais difícil é a altura do mês que estou com menstruação e sinto mais apetite e ando mais inchada. O inchaço continua e parece que engordei mas a médica garante que nada do que eu apalpo é gordura, são tecidos e inchaço.

A minha alimentação continua muito restrita baseia-se em: pão integral, maçãs, sopa, leite e iogurtes, e em 5 dias fiz duas refeições com peixe cozido e tomate. Tenho andado com azia não sei porquê e quando saio à noite e passo mais de 4h sem comer chego a casa e só me apetece comer é horrível.
Não tenho feito evitamentos do género esconder a barriga, por mais que custe!! A médica diz que só assim vou conseguir passar a ver o corpo tal como é. E como me quero “ver” visto o bikini e lá vou eu a correr dar um mergulho hihi  
Ainda custa aceitar que ele possa gostar de mim tal como sou, mas com o tempo vai passar. Gosto cada vez mais dele e faz-me sentir bem e isso é que interessa.

Já me esquecia, já fez um mês que não deito fora! Parabéns a mim.

tags:
Publicado por Aninhas às 13:05
Link do post | Adicione aos favoritos
De Inês a 30 de Julho de 2008 às 19:18
Há séculos que leio este blog e nunca me tinha dado para comentar..tenho 17 anos. Não faço a mínima ideia de há quanto tempo sou anorética..acho que de há uns anos para cá que simplesmente fui sendo..é como a droga, nunca te apercebes quando é que és mesmo um drogado, a partir de uma certa altura simplesmente drogas-te mais. Mas eu posso-me incluir no lote das 30% de pessoas com anorexia que recuperam..claro que os pensamentos me assombram todos os dias mas mantenho um IMC de 17.5 há um ano e raramente baixo de peso..já nem me lembro o que é subir a uma balança e ver menos 2kg ou assim. Só estive internada uma vez, quando tinha 15 anos e foi em Coimbra. Foi horrivel, lembro-me da despedida dos meus pais ter sido acompanhada de baba e ranho..tinha um diário nessa altura em que todos os dias escrevia o peso que tinha e agora, sempre que o leio assuto-me com o passar dos dias e com as coisas que escrevia..todos os dias apontava o meu peso e todos os dias diminuía. Para veres como era ridicula até água deixei de beber durante uns tempos. Das poucas coisas que me orgulho foi de nunca ter vomitado nem nunca ter tido uma compulsão. Em tantos anos..acho que era boa a controlar a Às vezes quando me dava a fome era capaz de comer uma bolacha digestive daquelas de 80kcal mas mais nada..e já chegava para deprimir durante muito tempo. Acho que se não fosse pelos meus pais eu tinha afundado..mas agora estou melhor! E já sou capaz de comer uma bolacha aqui ou ali..sem ficar durante horas a pensar nisso. Para veres como recuperei a sério já me sinto à vontade para ir a jantares de saídas com amigos..e faço uma vida completamente normal. Saio, divirto-me, canto, grito, etc..acho que a cada dia que passa vou ganhando mais independencia..coisa que perdi durante anos: era vigiada dia e noite, cada passo que dava era acompanhado de mais um ou dois. Apesar de tudo consigo contar cada costela da minha barriga e das minhas costas mesmo estando sentada numa posição normal..mas acho que já me habituei. Ah, e vou à praia. E já tenho melhor a noção do meu corpo..já acredito que caibo "nestas ou naquelas calças", e também que passo " neste, ou naquele beco que parecia tão fininho"!
Apeteceu-me partilhar..porque nestes ultimos dias tenho-me mesmo vindo a baixo e quis escrever. Provavelmnete nem vais ler..mas quis escrever!

Um beijinho,
Inês
De a 30 de Julho de 2008 às 20:06
Querida Inês,

Sei que o comentário não era para mim, mas não pude deixar de lado a emoção que as tuas palavras expressam...
Vê-se tanto a tua força, o teu tamanho agora maior que a doença...E apercebi-me também que é o teu lado saudável a querer afirmar-se nestes momentos em que por qualquer motivo, algumas lembranças do passado se tornam mais presentes. Vejo vida em ti e cada vez me sinto mais no direito de resgatar a vida pra mim também.
Tal como tu, simplesmente não me lembro do início da anorexia, se é que existe um "início", durante muito tempo recusei-me a admitir que algo de errado se passava e este "errado"era muito para além das mentiras para não comer e da perda de peso...só que foi esse ladoque se começou a mostrar e os alertas de fora, a surgir...
Já passaram 10 anos e a luta continua diária...precisei de estar muito fraca para recuperar qualquer coisa e hoje aindatenho uma alimentação distante da de qualquer outra pessoa, mas se há um ano me perguntassem se eu me imaginava a comer tudo o que como agora, a resposta era não.
Estou firme na decisão de me curar e é para isso que luto todos os dias, a todas as horas...é preciso contrariarmo-nos muito, deixar de obedecer àquelas que parecem as nossas vontades mas que são as da doença.
Obrigada por partilhares, continua forte!
Um grande beijinho,
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...