Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

O lobo

A médica contou-me uma história bastante elucidativa do que devemos fazer connosco.

 
O avô Índio foi passear o seu neto e queria transmitir-lhe uma mensagem antes de morrer que o marcasse. Foi então que lhe disse:
 
- Existem dois lobos dentro de nós que lutam incessantemente um com o outro. Um quer-nos proteger, dá-nos calor e outro é feroz, ameaçador e quer-nos fazer mal.
 
E o neto perguntou:
 
- E qual deles ganha?
 
- Aquele que tu alimentares mais.

É isso que temos de aprender a fazer connosco.

Não quero agredir mais o meu corpo. Vou dar-lhe descanso quando mo pedir, não exigir que trabalhe demais. Quero aceitar que posso cair e aprender a ser mais compreensiva e carinhosa e dar muitos beijinhos na ferida para que sare. Não quero sentir que sou fraca por isso e que hei-de ser sempre uma mole se não for inflexível e implacável. Não é isto que quero para mim.

Quero ser para mim como sou para as outras pessoas. Quero sentir isso na pele.

Publicado por Aninhas às 20:06
Link do post | Adicione aos favoritos
De teqas a 9 de Junho de 2008 às 22:54
Querida Aninhas,
O meu médico costuma dizer que eu nunca exigiria metade aos outros daquilo que exijo a mim própria...
Às vezes vou às consultas cheia deraiva comigo própria por ter ficado sem comer ou por ter tido crises(que às vezes nem o foram, só que o nosso sentido de "normal"está estragado) e conto-lhe cheia de vergonha quase em penitência à frente dele. Antes de ir acho que ele se vai zangar, que me vai mandar embora, que já não tem paciência ao fim de tantos anos...mas depois acaba por ser ele a tirar-me a culpa de cima, com um carinho e uma clareza enormes.
Numa altua em que estive mesmo mal...andava nos 30 e tal e já quase nem me pesava....desisti do médico, e foi uma grande profissional, a ver tudo o que eu não era capaz a pedir-me para não me render, para não me fazer tanto mal...eu não percebia na altural...E sentia-me egoísta até por estar a pôr a minha "vontade" à frente de tudo e todos...
Este lobo mau já nos teve só para ele demasiado tempo enquanto deixámos o outro a morrer à fome...e agora que sabemos, vamos pegar no outro com muito carinho, ao colo, dar-lhe o leitinho quente às horas certas até ter força suficiente para o podermos ensinar a fazer tudo tudo!
Aninhas, tem atenção ao lobo mau...olha que enquanto ele for forte faz mal ao outro que deixámos fraquinho. É com esta força que vamos, não estamos sozinhas!

um grande beijinho!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...