Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 31 de Maio de 2008

Férias

Tenho boas noticias mas não me preenchem. Estou de férias (mas não me sinto), acabei o ano com todas as disciplinas feitas com as melhores notas da turma. Só me resta pedir transferência de curso. O primeiro critério é ter o maior número de disciplinas feitas e o segundo (se houve empate) conta a melhor média. O ano passado havia 2 vagas, entraram com 12 e 13 cadeiras feitas. Eu vou concorrer com 14 por isso tenho esperança. O problema é se os critérios mudam este ano, como estão sempre a mudar… Segunda-feira vou à secretaria, ainda não tive coragem de ir mais cedo. Venho de lá sempre desconcertada, tenho tanto medo de não conseguir! A minha vida depende disso. Não posso continuar pelo terceiro ano consecutivo neste curso.

Outra boa notícia é que vou começar a tirar a carta de condução para a semana. É outro objectivo acompanhado de uma grande insegurança.
A alimentação até à última frequência foi caótica. Foi tornando-se cada vez pior. Entregava-me a ela pensando que era só mais uma vez, mas apercebi-me que estava a entrar outra vez num túnel sem saída. Tenho de voltar a trás enquanto posso. Não quero isto. Tenho medo que não consiga porque vou estar muito tempo de férias só com a carta para tirar. Vai ser uma luta constante e não me sinto com forças para lutar. Os meus pais começam a exigir de mais, não ajudam em nada! Tem sido uma guerra pegada. Estou absolutamente desmoralizada.
 
Sinto-me envergonhada com a minha escrita, mas tenho necessidade de deixar registado.
Publicado por Aninhas às 01:04
Link do post | Comente | Adicione aos favoritos
32 comentários:
De teqas a 31 de Maio de 2008 às 11:36
Querida Aninhas,
Percebo tão bem esse teu receio das férias...depois do esforço todo para tirar as melhores notas, fica uma espécie de vazio...e a tua decisão de te curares juntamente com a tua vontade de mudares de curso, deixam a ansiedade no seu auge! Mas olha, não caias na tentação de te embrenhares novamente na doença, agora não...Antes eu pensava que bastava ser forte para não me deixar piorar nas férias, depois foram os médicos a dizer-me que precisava de aceitar que estava doente para deixar de pensar que a força é o suficiente para me ver livre deste inferno.
Procura coisas que gostes de fazer e pouco a pouco vai-te aproximando de amigos que te façam sentir bem...retoma laços que deves ter deixado soltos durante a evolução da doença, mas por favor não te feches, não te isoles ainda mais...vai-te colocando metas pequeninas(e não tem só a ver com comida)...para mim ajudou-me começar a programar os dias, primeiro coisinhas muito pequenas e solitárias como ir a um exposição no intervalo de duas refeições ou ir a um espectáculo depois do jantar...isto foi-me ajudando a evitar crises e pouco a pouco fui-me sentindo mais segura até poder experimentar o sabor delicioso que é tomar um café com um amigo numa esplanada ao sol...às vezes perdia o lanche, mas na altura era bem mais importante ficar a conversar ou mesmo ´só estar a apreciar aquilo que eu própria me tinha castrado durante tantos anos..
Rezo por ti! Acredito tanto em ti, força!

um beijinho enorme
De Aninhas a 1 de Junho de 2008 às 12:07
Oh Teqas foi tão bom "ouvir" as tuas palavras =') Confortaram-me imenso. É isso mesmo sinto uma espécie de vazio. Mas não, não vou deixar-me embrulhar nela sou superior a isso. Ontem e até agora consegui e vou continuar assim. Estar com os meu Amigos ajuda imensoooo.

Desde que caminho que tenho saído com eles. Aliás, foi isso que me permitiu andar. Depois de sentir que ia perdê-los de vez que me agarrei a eles com todas as forças e nunca, nunca os volto a largar.

Vou seguir o teu conselho e passar a programar melhor todas as alturas do dia para que nada falhe. Vou manter-me o mais ocupada possível.
Obrigada pela força. SInto-me mt acariciada por todas vocês =)
Muitos beijinhos com muita ternura*

Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...