Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

Ao acaso

 

Fui fui encontrar na gaveta no papel de recados frases, citações e pensamentos escritos há um ano para cá. E também em documentos no computador.

 

Kcal= peso em Kg x distância percorrida em Km x 0,7

 

4,75 L + 1,48 L = 6,23 L

14 de Setembro

 Leite: mimosa especial cálcio (26kcal)

 

… é fumo leve que foge entre os meus dedos.

 

"O sofrimento era o seu passaporte para a liberdade"

 

Há silêncios ensurdecedores
 
Sou prisioneiro de mim próprio, o meu pior inimigo
 
Embrulhada em pensamentos insuportáveis/ perigosos/.
Pensamentos traidores.
Fruto da inconsciência e da ignorância.
Levam-me aonde não quero ir.
Fazem de mim aquilo que não quero ser.
Trazem-me insegurança e poder.
Dão-me lassidão e consolação.
Dá-me prazer o amargo. 
O prazer do amargo/veneno
 
Trago em mim o desespero de atingir o cruel objectivo
 
Incrédula
 
Estes que me levaram até uma estrada sem iluminação, sem tráfego, sem atalhos,
 
Percorro a escuridão do dia.
Procuro prazer na dor.
Pretendo aquilo que não quero.
Prometo afastar-me,
Proíbo-me de o fazer.
Pondero e castigo-me.
 
Sou o silêncio da dor
 
Abracei o inimigo e agora n me larga
 
Detém-se sobre mim a dor, o pesadelo o desassossego
 
Irei alguma vez estar disponível para
 
Como será o desfecho? Como vou aguentar até lá?
Solução
 
Anseio pelo dia em que isto acabe!
 
Incrédula ao meu destino
 
Porque sou tão fraca? Porque não consigo deixar novamente de comer? Porque é que engordei??? PORQUÊ? Nada de bom aconteceu depois disso… Porque é que fui na conversa dos médicos? Por acaso sinto-me melhor? Não quero viver gorda! Se não consigo emagrecer não quero viver!!
 

"Logo havia de sair a mim esta merda na rifa" Pai

 

Ñ consegui estudar

Parecia q estava a enfrentar o meu > medo

Ñ conseguia olhar para os livros, fazia td para fugir aos estudos

pesadelos

aversão

 

Estou-me a tornar numa pessoa fútil por ñ querer abdicar da minha imagem?

 

Sou muito infantil?

Não aparento uma mentalidade de uma rapariga de 18 anos?

 

Eu não me esforço o suficiente para tirar boas notas. Acho que sou preguiçosa.

 

Eu estou doente?

O que é que faz de mim diferente das outras pessoas da minha idade?

 

Eu devia obrigar-me a estudar.

 

agarro-me àquilo q ñ devo

Leptina!

(diminui a ingestão de alimentos e aumenta o gasto de energia)

 

Os sulcos e as saliências que muitas delas, já em estado grave, deixam registrados nos seus corpos são por elas acalentados e, paradoxalmente, transformam-se nas suas únicas finalidades de viver.
 
tu lá sabes o k sao problemas d vdd "Aninhas" és mas é parva tu tens tudo
 
s tanta gente k tá á beira da desgraça consegue pk tu nao has-d conseguir com gente a apoiar-t e tu podes andar nos melhores medicos do país
 
et basta s queres mudarrrrrrr
 
pk andares nisso há este tempo todo e nao kereres ser curada és parva
 
Então encosto-me a ela porque me sinto ainda demasiado fraca para enfrentar sozinha a realidade.
 
numa tentativa de alcançar o corpo que supostamente lhes abrirá a porta da aceitação e do sucesso.
 
Quero sentir-me descomplexada, livre, prática, segura, talvez.

 

Horas mortas... turvas... tortas agora e toda a hora...
 
Tudo torto... mas tudo... tudo torcido e contorcido turvo e torto...
 

Ñ deves nd à vida e, no entanto, ela deve-te quase td.

 

Dia Junho Julho Agosto Setembro Outubro
1 48,5   49,1 48,8 46,6
6 48,2   48,4 47,9 46,5
10 48,4   49,4 48,1  
14 49,1 48,7 49,2 47,6  
17   48,6 49,3 47,8  
           
           
24 48,1 48,7 49,1 47,5  
           
30   49,1 48,5 47  

 

 

1º Semestre       2º Semestre

BC: 12?              MTR: 12                   F: 11              B:

B: 10                  HE: 14                                           B

PS: 13                                                                     F: 16

IP: 12                                                                      A:

 

carne torriscada

 

"A vida por um fio" de Isabel do Carmo

 

"Convencera a alma a ñ protestar pelo que fazia ao seu corpo"

 

Há alguém dentro de mim a quem eu combato para me levantar.

 

"O acaso vai-me proteger enquanto eu andar distraído"

 

Há 3 tipos de médicos os:

  • principiantes - só vêm as doenças
  • mestres - q vêm as doenças e os doentes como 1 ser humano
  • mágicos - são aqueles q fazem magia e ng sabe como  

Ele está a ver a mnh alma, os meus medos, a mnh fragilidd, a mnh incap. de lutar contra 1 mundo q eu fingo dominar, mas no qual ñ sei nd.

  

O silêncio prudente, o silêncio sacrificado, o meu grito calado...
 
Silêncio é a resposta a quem suplica ensurdecido pelo pulsar aflito do coração.

 

Sinto-me: cansada...
tags:
Publicado por Aninhas às 23:53
Link do post | Adicione aos favoritos
De o_meu_outro_eu a 14 de Maio de 2008 às 16:50
A ler tudo isto há coisas que ainda parecem estar tão presentes... coisas que dizia hoje mesmo. Igualzinho. Não quero sentir isto mas... que aperto aqui dentro, sentimento que me destrói e me deixa sem forças, cansada.

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...