Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 8 de Abril de 2008

É mesmo possível

Penso se valeu a pena ter-me enredado nesta doença. Aprendi e cresci tanto que acho que não teria acontecido se nunca tivesse precisado de ajuda psicológica. A mente humana tem muito que se lhe diga.

Sinto-me uma pessoa mais forte e estou a aprender a enfrentar qualquer obstáculo. Quando estiver curada vou conseguir enfrentar tudo sem sentir que o mundo desabou. Já não sou mais uma criança insegura que procura protecção numa mentira.  Sou uma mulher adulta muito mais forte espiritual e emocionalmente. Não vou mais precisar de esconder imperfeições porque estou a aprender a aceitá-las. Estou de mãos dadas com a vida e não pretendo largar, Quero desfrutar de todas as coisas boas e aprender a combater os desafios tornando-me cada dia mais forte e mais segura.

 

Desejo o mesmo a todas vocês.

Eu também acreditava que não conseguia. Vejam o exemplo da AB e da goo0rda. Também estiveram no fundo do poço. E não conseguiram!? Será que posso também dar o exemplo da o_meu_outro_eu? Fico realmente feliz por estarmos a conseguir minha linda =)

Sinto-me: renovada
Publicado por Aninhas às 22:34
Link do post | Adicione aos favoritos
De cris a 14 de Abril de 2008 às 09:37
Olá Aninhas
Fiquei muito feliz por ver que o teu afastamento do blog é por motivos bons. É bom sentir essa tua energia positiva, essa tua força contra a doença e essa capacidade de veres a parte positiva (se é que se pode chamar assim) de ter passado por esta doença: o sair mais forte.
´Há uns tempos atrás eu estcrevia que est e era um sofrimento em vão, que não podia trazer nada de bom, mas hoje também já consigo sentir-me mais forte e mais segura de mim. Também sinto que a minha sensibilidade em relação ao mundo que me rodeia e a preocupação em relação aos outros, aumentaram. De certeza que não seria a mesma pessoa se não tivesse passado por isto. Isto tudo apesar de ainda ter momentos dificeis. Este fim de semana foi um desses momentos. Só me apetecia comer descontroladamente. mas consegui superar os dois dias sem ter tido nenhuma crise. Senti-me muito nervosa, e mesmo com vontade de "ceder". Mas felizmente não o fiz e hoje sinto-me muito feliz comigo por ter sido capaz. São estas pequenas (grabdes) vitórias que nos dão força para seguir em frente.

Fico mesmo muito feliz por ti e obrigada por passares esta mensagem de esperança, que tranquiliza todas nós, que nos queremos curar.

Um beijinho grande e parabéns pela tua enorme força!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...