Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Mudar de vida

Estou decidida! Hoje, quero ser considerada uma futura ex-anoréctica. Sim, porque o mundo não pára e eu quero aproveitar esta vida! Quero tirar o meu curso, estar com os meus Amigos e passar os melhores tempos com os meus queridos pais. E é só nisto que tenho de pensar.

 

Agora um à parte

Acabei o primeiro semestre com 16 a F. e tive também 16 na 1º das 5 frequências de A. (é uma cadeira anual). E quero, no próximo semestre, mostrar notas mais baixas com o mesmo orgulho com que mostro estas, porque é esse o objectivo. Aceitar notas humildes, não entrar em parafuso e continuar a ir às frequências e às aulas mesmo quando não estão a correr como eu quero.

Amanhã vou à médica endocronologista fazer análises e pedi-lhe conselhos acerca de uma alimentação saudável. É a primeira vez que o faço, espero vir a conseguir mudar muita coisa.

Agora que me encontro de "férias" (pausa para exames) a alimentação anda bastante descontrolada mas não é isso que me detém. A minha motivação e o meu empenho mantém-se. Sei que é só uma fase, logo que começar as aulas vai tudo entrar na normalidade e quando acabar o ano e estiver novamente de férias não vai voltar a acontecer o mesmo porque as coisas vão estar melhores. Acho que é essencial aceitarmos isto. Aceitar que isto demora tempo e que não é por termos uma compulsão agora que já não vamos conseguir. Mas uma coisa é certa. Não se queiram enganar, porque se não queremos ter compulsões não podemos continuar a fazer jejuns e comer 500 kcal/dia é impossível!

E quando decidirem "não vou comer mais nada hoje" pensem no que realmente querem e o que ganham e perdem se decidirem isso. Mas pensem MESMO, não queiram fugir ao desconforto que causa pensar nisso! Ou então escrevam numa coluna "Pros" e noutra "Contras" e escrevam , por mais que vos custe, e aí têm o resultado... A seguir vão conseguir comer alguma coisa com confiança, determinação e com a certeza que estão a tomar a decisão correcta.

Mas não se esqueçam! Isto não vai acontecer sempre. Até se podem descontrolar a seguir, mas vai haver um dia que o vão conseguir e ver como É ESTE O CAMINHO!

 

Força lindas! Muito força! E lembrem-se isto demora tempo e têm de aprender aceitar falhas.

 

Publicado por Aninhas às 21:35
Link do post | Adicione aos favoritos
De DramaGirl a 24 de Janeiro de 2008 às 15:10
Este post foi incrivelmente animador. Gostei da tua atitude perante a vida, a tua vontade de mudar! Continua com esse optimismo ;)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...