Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Ossos, saliências, prolongamentos, depressões, tendões...

Estive a tirar fotos a mim sem roupa e fiquei abismadíssima! Queria ficar com uma recordação do meu corpo com este peso, porque não fiquei com fotos quase nenhumas de quando tinha 14 de IMC e tenho pena.
Mas fiquei horrorizada! Se não soubesse que eram minhas nunca, mas mesmo nunca, acreditaria que aqueles ossos eram meus. Como é que tenho tão pouca percepção do meu corpo? É inacreditável, a sério. Como é que eu posso ter complexos por ter ou achar que tenho barriga ou pernas gordas? Ou pior! Olhar para pessoas magras e ficar com inveja do seu corpo porque as acho mais magras! E em nenhuma delas vejo o contorno perfeito das omoplatas como em mim, parecem mesmo duas asinhas, as apófises espinhosas projectada fazendo um carreiro até ao sacro, nem as cartilagens costais que se ligam ao esterno que lembram uma teia. São tantos ossos… vê-se tão bem o acrómio, a epitróclea do úmero tão frágil, consigo palpar cada osso do carpo e ver na perfeição os tendões do extensor comum dos dedos e o longo e curto do polegar que forma a tabaqueira anatómica aquele buracão na mão. (Eu sei que isto se vê em toda a gente, ou quase toda, mas é a perfeição das formas acentuadas que assusta.)
Gostava de poder publicar algumas fotos.
Por um lado, fico bastante horrorizada ao vê-las, mas como não me identifico até me sinto inchada por saber, embora não dê para acreditar quando me vejo ao espelho, que sou mais magra que aquelas pessoas das quais fico roída de inveja. (não sei se esta parte do português ficou bem =/)
Publicado por Aninhas às 23:57
Link do post | Adicione aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...