Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

Nojenta!

Ás vezes não quero pensar e limito-me a agir (para o mal)…
Amanhã não vou a Lisboa ver a minha tia, porque disse aos meus pais que tenho de ficar a estudar. E tenho mesmo! Mas o problema é que a minha cabeça programou logo - dia de empanturramento. Não posso, tenho de estudar!! Mas no fundo é o que quero… É tão mais fácil entregar-me àquele prazer e evitar o terror que é estudar. Não sou forte, não sou mesmo. Está demasiado entranhado, há já muito tempo que não “tiro o dia” para aquilo. (nem consigo dizer… que vergonha!)

Empanturrar! Comer como um boi! Enfardar! Sim, é isso que vou fazer amanhã! Sou uma porcaaaaa


Com que então ia ficar em casa para estudar!! Metes nojo

 

     

Publicado por Aninhas às 22:58
Link do post | Comente | Adicione aos favoritos
19 comentários:
De o_meu_outro_eu a 10 de Fevereiro de 2008 às 12:02
Aninha temos de aprender a viver. Não vamos ter sempre os pais em casa para se sentirmos controladas! Há que tomar conta de nós próprias. Grita contigo! Liga a música no máximo. qualquer coisa amiga mas reage. Não te entregues à facilidade.
É hoje. E as decisões estão na tua mão.
Gosto de ti
De Aninhas a 12 de Fevereiro de 2008 às 22:39
Custou-me ler o teu comentario nesse dia, tentei conter-me mas não deu, chorei como uma criança. Magoou-me mas hoje vejo-o de uma maneira diferente.
Obrigada**
De o_meu_outro_eu a 15 de Fevereiro de 2008 às 11:30
Oh minha linda... Desculpa! Não te queria fazer chorar mas... o teu post foi tão real, tantas vezes faço o mesmo. "Hoje é dia de empanturramento! Apetece-me e ponto final. Não quero saber de cura. Hoje não."
A nossa parte racional tem de ser maior! Vamos conseguir
De Aninhas a 16 de Fevereiro de 2008 às 11:56
Sim linda vamos conseguir =)
De DramaGirl a 10 de Fevereiro de 2008 às 13:24
É muito mais fácil fazermos o que nos apetece e não pensarmos nas consequências dos nossos actos mas tu sabes que o que "queres" fazer não é o melhor para ti! Não é esse o caminho para a cura.
Na realidade não tenho moral nenhuma para te vir dar sermões mas preocupo-me contigo!!
Um beijinho grande!*
De Aninhas a 12 de Fevereiro de 2008 às 22:41
N digas que n tens moral! É claro que todas nós temos noção que os nossos actos são para não ser seguidos mas o importante é que sabemos que etá errado e que isso nos dê forças para lutar!
Força para ti!! E obrigada pelo apoio**
De cris a 10 de Fevereiro de 2008 às 14:56
Não faças isso a ti própria. Estás a enganar-te se achas que é só hoje. Pensa antes que se resistires hoje, podes resistir sempre. Não sigas o que sentes. Segue antes o caminho que tens a seguir. De que serve um dia em que cedes aos teus desejos se a seguir te vais sentir frustrada, zangada contigo mesma. Queres achar que não vales nada? É só para isso que servem as crises. Para nos deitar abaixo.
Tu és das pessoas em quem mais me tenho apoiado para lutar contra esta doença. Tu, o_meu_outro_eu, a drama girl, a blair20, a AB, são as pessoas em quem mais penso quando estou à beira de não resistir. Acredita, mas vejo em vocês exemplos de força e quero acompanhar-vos nessa força. NÃO CEDAS! Eu sei que tu és capaz. Não te conheço, fisicamente, mas conheço uma parte mais importante, que leio a cada dia, e essa parte que conheço faz-me ter a certeza de que ÉS CAPAZ!
Se estiver a custar muit, vem para aqui desabafar. Estaremos aqui para tentar ajudar.
Um beijinho grande!
De Blair20 a 10 de Fevereiro de 2008 às 19:23
Obgda pela parte q me toca =) Sinto q apesar de n nos conhecermos, já somos 1grupo de amigas, apoiamo-nos mutuamente e confessamos os nossos medos mais íntimos, os problemas e as vitórias.
Neste momento n acredito mt em mim, mas acredito em ti... bjinho
De Aninhas a 12 de Fevereiro de 2008 às 22:57
N digas isso! Sinto-me egoísta pq n tenho seguido os vossos blogs, desta forma não vos dou o apoio que precisam e ainda vêm ao meu e me querem elevar. É muito injusto =(
Queria poder ajudar mais mas não consigo ficar ligada mt tempo. Sinto que não me faz bem, mtas vezes, pq sinto-me sofucada c este drama e eu quero rodear-me do mlhr q a vida tem para oferecer.
E por vezes tenho de me afastar...

Acredita que a ti te faça bem. A mim também me fazia. Mas ando revoltada comigo, com esta vida miserável e com vocês por serem como eu e n mudarem! (um dia explico isto)

Muito obrigada pelo apoio, adorei as tuas palavras. Foram mt importantes. Mais uma vez muito obrigada =) Um bom dia para ti! N deixes que uma compulsão te deite a baixo. Limpa as lágrimas, ergue a cabeça e segue em frente. Para a frente é que é o caminho, sim?? Vamos conseguir. TENHO A CERTEZA =)

Beijinho grande a todos, tenho-vos no coração*
De Blair20 a 10 de Fevereiro de 2008 às 18:56
N sinto q te possa dar forças, n tenho sido nenhum exemplo a seguir, mas sabes q n vai ser apenas amnhã... Como tds te disseram, e sei q tens consciência disso, ceder amnhã só te vai levar a 1espiral de crises intermináveis. O sofrimento será inevitável, após o aparente e momentâneo prazer q o empanturramento nos traz.

N tenho moral para falar, sinto q nem tenho o direito de te dizer td isto, de te aconselhar pq eu mais do q nng tenho sucumbido às tentações, tenho tido crises tds os dias, vomitado, enfim (embora mm assim com menor frequência do q há alguns meses atrás).

Mas já sinto 1carinho por ti, e se tenho as ideias correctas na cabeça (alimentação saudável, várias refeições por dia, n haver alimentos proibidos, n vomitar, dedicar-me a outras coisas da vida, peso razoável) mas n as consigo concretizar para mim neste momento, então pelo menos tento apoiar os outros. É tipo "faz o q digo, n faças o q faço" pq estou a sofrer e n quero q passes pelo mesmo.

Tu tens força, eu acredito em ti. N te sintas pressionada, n espero q te cures de 1momento para outro, sei q ainda terás algumas crises, mas acredito q vais sair disto!
Tem 1 boa semana, e o q quer q tenha sucedido hj n importa, amnhã é 1novo dia, levanta a cabeça e continua em frente!
De AB a 11 de Fevereiro de 2008 às 12:47
Minhas queridas nao tenho andado por cá.. desculpem, mas foi-me totalmente impossivel vir à net..
A toda sum mt obrigada sempre pelo carinho... pensem sempre em resisitir sim, em lutar, em caminhar, PARAR NUNCA... nao interessa para onde caminhamos, interessa nao nos acomodarmos..
interessa tb porcuraramo sempre a AJUDA CERTA dentro da classe medica: tenho visto mta doente mal seguida e isso deixa-me mt triste! Eu propria fui mal seguida durante 10 anos. Temos que 1º que ter descernimento para perceber que nao estamos a ser bem seguidos (o que nao é facil pk em principio se estamos com um psicologo, ou até no meu caso era um psiquiatra - mas pelos vistos nao percebia nada disto pk nunca me deu um plano alimentar, nunca me interpelava sb o que comia ou deixava de comer, só se limitava a ouvir-me e no fim dizer ora que um dia passaria, ou entao que eu teria que me habituar a viver com esta doença para sempre e tentar nao pensar mt nela) e depois saber procurar aquela PESSOA especial - que TEM DE SER PSIQUIATRA ESPECIALIZADA nestas doenças - desculpem mas agora chego à conculsao que nao pode ser ´SÓ um psicologo, mas tem de envolver TAMBÈM um PSIQUIATRA ESPECIALIZADO, pk temos a mente e tb o organismo totamente fragilizados e mts orgaos debilitados e acho que um psicologo se nao trabalhar em conjunto com um psiquitra nao vai conseguir devolver ao nosso organismo o equilibrio necessario ao equilibiro da mente -.. falem nisto aos vossos psicologos e se eles forem serios nao se vao ofender como o meu psiquiatra fez comigo quando me mudei para a drª dulce..
tudo isso aconteceu comigo minhas queridas, mtas feridas pelo caminho, até com profissionais da saude, mas hoje estou com quem SABE e GOSTA de tratar destas doenças...
peço-vos que façam o mesmo!!
beijinhos
De Aninhas a 12 de Fevereiro de 2008 às 23:08
N te deites tão a baixo! =( Fico triste por saber que continuas a sofrer tanto. Eu não quero mais compulsões como essas que tens passado. Nós já falámos e já te tinha dito que tb passei alg tempo assim. Mas já disse a mim mesma que não quero voltar a sentir o que sentia! E uma coisa é certa: não vou mesmo! Juro-te é dos piores sentimentos que pude sentir. Uma repugnância e frieza tão grnd por nós mesmas e por tudo o que nos rodeia... Não, nunca mais!
Sai disso linda! Faz como diz a AB procura ajuda especializada e tenta ir o maior numero de vezes às consultas.
Um grnd beijinho e força linda, mta força *
Acredita!
De AB a 11 de Fevereiro de 2008 às 12:53
Querida Aninhas!
Não devemos ser nem o 8 nem o 80..
eu dantes nao conseguia pensar assim.. hoje felizmente ja consigo e sei qeu um dia tb vais conseguir..
bj grande e nao te martirizes tanto pk é uma caminhada nada linear e o que interessa é caminhar, mm que por vezes até aos ziguezagues.. nao interessa, interessa nao nos acomodarmos nem aninharmos a doença..
boa sorte para os testes..
mta força
De Aninhas a 12 de Fevereiro de 2008 às 23:14
Eu sei. Há mts altos e baixos e acho que a partir do momento que aceitarmos isso e n desistirmos pq perdemos uma batalha, conseguimos continuar a conquistar terreno e chegar ao destino =)

Muito, muito, mesmo muito obrigada pelos teus ensinamentos! Foram preciosos para mudar a minha mente. Devo-te imensooooooooo, a sério!

Não vou baixar os braços, não vou mesmo. N votlei a fazer e vou continuar. N vou mais olhar para trás, tenho a certeza e por isso sei que vou sair e encontrar a paz que tanto preciso e que nós todas merecemos.

Agarrem-se à certeza que se seguirem o caminho correcto vão chegar ao destino!

Mais uma vez mt obrigada AB! =)
Beijinho grande*
De AB a 14 de Fevereiro de 2008 às 10:04
Não tens nada que agradecer Aninhas, porque é meu dever transmitir a Mensagem de esperança que a doença teima em esconder e que se nao fosse a minha querida medica nunca a vislumbraria sequer.
Só me resta mesmo transmitir o que a Drª Dulce e depois toda a equipa que me tirou disso me ensinou.. é minha obrigaçao sim combater todas as ideias de Negaçao que a doença nos incute e uma delas é a pior: O MEDO DE VIVER SEM A DOENÇA, o medo da solidão e depois vêm todas as outras, como a de NÂO SER POSSIVEL SAIR DELA!!
por vezes só me custa relembrar o pouco so sofrimento porque passei ao longo de tantos anos, ao irmanar-me aqui no vosso sofrimento que foi tao meu, mas depois fortaleço-me de novo e ganho ainda mais forças.. Deus é grande e ajuda sempre sem darmos por isso..
bjs e sempre em frente..
se quiserem agradecer a alguem agradeçam aos meus queridos medicos e a Deus......
De handsoftime a 14 de Fevereiro de 2008 às 12:06
Aninhas, não queiras abraçar o mundo num dia, isso é algo progressivo! Não vais conseguir de um dia para o outro, é algo que vai acontecendo desde que tenhas vontade dentro de ti! Força!
De Anna Butterfly a 15 de Fevereiro de 2008 às 15:38
Li muito do teu blog e identifiquei me com a maior parte... A relação com os meus pais também anda mal, eles fazem como se eu fosse culpada por isto, mas será que eles não entendem que não faço isto porque me diverte, será que eles acham que eu gosto de passar fome, não percebem que simplesmente não consigo viver despreocupada com a minha aparência ... Ah e na hora de ir as compras sou exactamente igual, normalmente a minha mãe faz as compras todas da casa enquanto eu vou comprar as minhas bolachas integrais e iogurtes magros e, às vezes, ainda termina primeiro porque eu me distraio e fico a olhar para a prateleira das bolachas normais a pensar como seria bom comer uma delas... E quando ela me pressiona , como não consigo falhar, prefiro não levar nada do que precipitar-me... Ah! E quanto aos dias passados em casa a 'estudar' aterroriza me esse mero pensamento pois, como tu, sei que não conseguirei e acabarei por me submeter ao prazer em vez de ao estudo... Achava me completamente anormal mas agora percebo que faz tudo parte... Gosto muito de ler o teu blog e espero um dia que passes pelo meu ou que possamos falar porque é uma grande ajuda sentir que não somos as únicas a pensar assim... Beijos ***
De Aninhas a 16 de Fevereiro de 2008 às 12:04
Olá =)
N sei o que dizer. Espero que consigas tirar proveito do que escrevo para sair disso, tal como eu tanto quero!
Força*

PS: sim, gostava de poder ler o que escreves
De Bode a 16 de Fevereiro de 2008 às 19:27
lol?

Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...