Um testemunho de como é possível destruir esta terrível doença e ser FELIZ!

.Desabafos recentes

. Vitória

. Feliz

. Dias bons

. Sobretudo medo

. Sobretudo medo

. Aprovada

. O tempo não chega

. Para a frente é que é o c...

. É agora ou nunca

. Indefenida

. O lobo

. Hoje

. Conclusão da consulta

. Com certezas

. Férias

. Aqui... Jamais fingirei

. O início do fim

. Eu mando

. Por favor

. Ao acaso

. Aprender

. Caminhar

. É mesmo possível

. Quem disse que era fácil?

. Mais um passo

.Arquivos

. Junho 2011

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Outros Blogs

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Antes que seja tarde de mais

Amigo,
tu que choras uma angústia qualquer
e falas de coisas mansas como o luar
e paradas
como as águas de um lago adormecido,
acorda!
Deixa de vez
as margens do regato solitário
onde te miras
como se fosses a tua namorada.
Abandona o jardim sem flores
desse país inventado
onde tu és o único habitante.
Deixa os desejos sem rumo
de barco ao deus-dará
e esse ar de renúncia
às coisas do mundo.
Acorda, amigo,
liberta-te dessa paz podre de milagre
que existe
apenas na tua imaginação.
Abre os olhos e olha
abre os braços e luta!
Amigo,
antes da morte vir
nasce de vez para a vida.

Manuel da Fonseca
In Poemas completos. Forja, 1975
Vamos dar as mãos e caminhar no escuro com a certeza que é o caminho certo!
tags:
Publicado por Aninhas às 21:44
Link do post | Comente | Adicione aos favoritos
14 comentários:
De Blair 20 a 21 de Janeiro de 2008 às 01:04
Obgda, Aninhas.
O poema é de facto lindo, mas triste e tem tts coisas para nos dizer, a nós q respiramos o flagelo desta doença tds os dias das nossas vidas...

Quero parar, n quero nd disto para mim nem para nenhuma de vcs tal como tu... mas tem sido tão difícil, é tão doloroso e na mnh mente por vezes ecoam as palavras "não sou capaz" com 1intensidade que magoa e me aterroriza.

Fico assim, colada ao chão, sem me mover enquanto a Bulimia passa por mim, dentro de mim, um dia e outro e outro que parecem n ter fim.
Queria ter a força para me curar, para acreditar q posso sair disto... Tenho medo, todas temos, essa é a cruel verdade.
1bjinho da Blair
De AB a 21 de Janeiro de 2008 às 12:14
querida Blair, nao fiques triste.. vais sair disso sim, pk um dia tb lembro-me de no clix ter dito algo parecido com o que escreveste hoje: "eu estive no CHÃO DA DOENÇA foi aí que alguem se sentou cmg (drª dulce) e me deu a mao, e depois me ajudou a erguer e mais tarde a caminhar na doença e depois sair dela" .. tb estive no chao, no lodo da doença como ves.. isso nao te torna mais fraca m querida nem te pode retirar qq esperança... as forças que te faltarem hoje, amanha voltarão nao te preocupes, ao fases da doença ou de outros factores externos...
bjs
De Aninhas a 21 de Janeiro de 2008 às 22:14
Olá linda.
Mas é isso mesmo que o poema quer dizer. Não fiques colada ao chão! Não deixes que a doença te controle! "Abre os olhos e olha, abre os braços e luta"! Vá lá linda! Vá lá meninas!! Por favor NÃO É ISTO QUE NOS VAI IMPEDIR DE SERMOS FELIZES! Não merecemos isto e isto TEM DE ACABAR!
De AB a 21 de Janeiro de 2008 às 12:07
Não conhecia o poema!! lindo demais e por demais aplicavel ao nosso caso!!! mas vamos aos poucos abandonar essa paz podre!! eu fui habitante desse mundo que nos faz sentir habitantes undicos, por mais pessoas que existam à nossa volta..
ainda ontem vinha no carro e pus uma musica que me reportou a esse meu mundo (da Enia) e chorei como há mt nao chorava pk vejo que afinal quase todas de nós sonhamos com um mundo de valores mt elvados (justiça, paz, amor), que só musicas ou poemas como estes nos transmitem.. poque será que estas doenças escolhem pessoas com uma sensibilidade por demais aguçada? pessoas que de algum modo devem estar desiludidas com o mundo e ao inves de se zangarem com o mundo vingam-se no corpo delas?
Mas vamos fazer o que diz o Manuel da Fonseca: abrir os braços e lutar para saber o qeu é realmente a vida!! Para isso temos ajuda dos terapeutas!!
cada vez mais a literatura me ensina verades unicas!!
bjs a todas!! mta força!!
De Aninhas a 21 de Janeiro de 2008 às 21:56
Fui hoje à consulta e vim de lá mais esperançada. Cada vez acredito mais que isto vai passar, com altos e baixos é claro, mas acho que estou no caminho certo.

Acho que há uma coisa muito importante que nós todas temos de aceitar. Não podemos querer que isto passe de um dia para o outro. Temos de aceitar as derrotas e não querer fazer tudo bem à primeira. Temos, como diz a minha médica, de ser "humildes".

Muito obrigada por aqui vires e desculpa alguma insensibilidade ou frieza. O mesmo digo a todos os que aqui passam. Tenho noção que estou distante. Mas é porque quero acabar com estas minhoquices. Revolta-me ser assim... E sinto que neste momento não capaz de ajudar ninguém. Até tenho medo de ser rude :$
De o_meu_outro_eu a 21 de Janeiro de 2008 às 13:52
Obrigado pelo poema!
não sei o q se passa comigo.. não consigo dizer nada!
De AB a 21 de Janeiro de 2008 às 16:10
Um bj meu outro eu... ainda tb nao respondi no teu blog, mas já passei por lá.. desulpa.. mas tive de ir entretanto ao clix e estou com um pouco de trabalho..
De Aninhas a 21 de Janeiro de 2008 às 21:46
Espero que tenha entrado :)
Um beijo profundo minha linda*
De handsoftime a 22 de Janeiro de 2008 às 11:51
Nem sabes como fiquei fliz em saber que estás com garra para vencer! Acredita em ti! Poema profundo!
De cris a 22 de Janeiro de 2008 às 21:13
O teu post mostra bem a esperança com que estás e a vontade de te agarrares ao tratamento. Tenho a certeza de que vais conseguir!
~Li com atenção aquilo que a tua médica te disse acerca dos altos e baixos do processo de cura e de como temos que ser humildes perante os "falhanços". Talvez também seja isso que me falta. Por mais que passe o tempo a dizer que sei que para chegar à cura vou ter que passar por momentos dificeis, quando tenho uma crise (como aconteceu hoje) fico super-irritada e zangada comigo, porque falhei, porque não fui mais forte. Vou tentar seguir o teu conselho e não tentar esperar tanto de mim, não só em relação à doença como em todas as coisas em que quero ser "perfeita".
Obrigada pelos teus comentários nos meus blogs. Tu e as outras meninas têm-me ajudado a querer continuar e a perceber que partilhar estes nossos sentimentos (mesmo quando parecem completamente tontos e desequilibrados) ajuda. Obrigada e muita força!!!
De o_meu_outro_eu a 23 de Janeiro de 2008 às 21:09
Como me soube bem entrar no teu blog hoje! :)
"A vida de uma futura ex-anoréctica" A vida de uma pessoa forte, lutadora, meiga e com um coração de ouro! A vida de uma menina que nunca vi mas que desde o primeiro dia que começamos a falar, aqui neste mundinho escondido, ouve aquele clic. Porque tu és especial Aninha. E porque hoje fizeste com que o meu dia acabasse bem. Fiquei feliz por ti. Se o mundo é belo tu mereces, e muito, descobrir a sua beleza!
Um abraço muito mas muito apertado
De Aninhas a 23 de Janeiro de 2008 às 21:35
Oh meu Deus... Fizeste-me chorar pequena =')
É verdade houve logo um clique e também sinto que és especial. Tal como eu, tu e todas as outras meninas temos o direito à vida. E a vida é tudo aquilo que nos está a passar ao lado. E eu quero tanto, tanto mudar! Havemos todas de mudar, tenho a certeza. E digo-te isto pq sinto mt que havemos todas de conseguir. A sério! Isto vai passar. ISTO VAI MUDAR!
Só me apetece chorar... isto tem mesmo de acabar...! Está-nos a roubar tudo... tudo aquilo a que temos direito. E não pode ser. Não pode mesmo!

Vamos dar as mãos linda e caminhar no escuro com a certeza que estamos no caminho. Só custa ganhar-mos confiança e coragem. Despois é só caminhar sem olhar para trás. Vamos fazer isso linda? Vamos???
Abraça-me e choramos as duas juntas...
De o_meu_outro_eu a 23 de Janeiro de 2008 às 22:40
É difícil Aninhas... Mas também eu quero mudar! Quero muito! A alimentação estes dias tem sido caótica mas tenho andado estupidamente melhor. Quero me agarrar à vida. Quero!
O caminho é tão longo... mas nós caminhamos. E não desistimos. Porque aos poucos, mesmo sem termos percepção disso, estamos a andar em frente e a conseguir pequenas vitórias. Eu sei que sim!
Tenho os meus olhos cobertos de lágrimas... Abraço-te sim. Mesmo que não esteja aí contigo, abraço-te de uma forma apertada e terna... em pensamento.
Beijinho de quem já gosta muito de ti
De AB a 24 de Janeiro de 2008 às 10:19
é engraçado ver-vos assim... é uma Amizade diferente de todas as outras... eu sei e sinto isso aqui e por demais quando estive internada... somos irmãs na mm dor e sentimo-nos mais fortes nesses abraços tao sinceros e tao puros..
conrtinuem e permitem que vos abraçe tb..
beijinho ás duas..
e acreditem que desde o inicio sempre vi em voces uma força incrivel que vos vai levar a um desfecho bem bonito custe o que custar....
tb queria mandar outro bj para GOORDA e BLAIR (e CRis tb embora a conheça há menos tempo) que é com quem mais costumo falar e sinto que tb vao no mm bom caminho...

Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Dados gerais

Tive uma anorexia nervosa com crises bulímicas tratada e cuidada no HUC, onde ainda estou a ser acompanhada. Consegui atingir todos os meus objectivos, sou feliz e deixo aqui o meu testemunho em como é POSSÍVEL acabar com todo o sofrimento e dor que esta doença me trouxe.

.tags

. todas as tags

.Dos que mais gosto

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...